Campinas Decor 2014 tem inicio no dia 25 em casarão inspirado no filme E o vento levou

Compartilhar

A mostra de arquitetura, decoração e paisagismo Campinas Decor está em sua 19ª edição

Tendo como cenário um casarão dos anos 1970 inspirado no clássico E o vento levou, a Campinas Decor 2014 começa no dia 25 de abril e entra para a história como a mais arquitetônica das 19 edições da principal mostra de arquitetura, decoração e paisagismo do interior paulista. Dos 42 ambientes internos e externos apresentados, oito – 20% do total – foram projetados e erguidos pelos expositores especialmente para a exposição, oferecendo um panorama de estilos e sistemas construtivos variados, mesclados às principais tendências e lançamentos do setor.

Até 15 de junho, os visitantes poderão conferir o trabalho preparado por um time de 65 dos mais renomados profissionais de Campinas e região, distribuídos por 2.500 metros quadrados de terreno e 1.500 metros quadrados de área construída. Localizado no nobre Jardim das Paineiras, o imóvel escolhido impressiona pela fachada suntuosa, ambientes amplos, pé direito alto e fácil acesso tanto para os moradores da cidade como para os visitantes de outros municípios.

Seu amplo terreno disponível propiciou à organização a realização de um feito inédito: reservar uma área exclusiva para a construção de espaços. Dispostos em volta da casa e da antiga piscina em formato oval totalmente restaurada, foram erguidos loft, espaço gourmet, restaurante, bar, spa, espaço de patrocinador, bilheteria e lounge de saída. Somam-se a eles salas, suítes, banheiros, terraços e jardins, transformando o evento em uma vitrine completa e garantindo atração para todos os públicos.

Realizar a mostra ali era sonho antigo das organizadoras, Stella Pastana Tozo e Sueli Cardoso. “Há anos namorávamos essa casa e por diversas vezes conversamos com a proprietária, Lya Xavier de Souza, que também tinha esse desejo. Mas, por vários fatores, ainda não havia dado certo. Com o imóvel vazio após o falecimento da doutora Lya, conversamos com os herdeiros e conseguimos colocar em prática essa ideia que muito a entusiasmava”, conta Stella.

Além de propiciar aos expositores a oportunidade única de mostrar ao público seus estilos arquitetônicos, o imóvel localizado no número sete da Rua Francisco Xavier de Souza Junior (homenagem ao avô de Lya) permite à organização realizar a mostra pelo segundo ano consecutivo em uma casa – condição que resgata a principal origem de uma mostra de arquitetura, decoração e paisagismo.

“Tivemos muito orgulho em realizar o evento em patrimônios públicos durante quatro anos e contribuir para a recuperação de importantes prédios históricos da cidade, mas decorar uma casa de verdade nos aproxima cada vez mais do que o público deseja ver”, explica Sueli. Esse interesse pode ser comprovado pelo sucesso obtido em 2013, quando a mostra promovida em uma casa no Parque Taquaral tornou-se uma das mais bonitas e comentadas da história da Campinas Decor.

Em 2014, foram investidos R$ 6 milhões na preparação da mostra, divididos entre a organização, expositores, patrocinadores e fornecedores. Durante dois meses de trabalho, os arquitetos, decoradores e paisagistas imprimiram nos espaços o que há de mais moderno em tecnologia de automação residencial, luminotécnica, mobiliário, equipamentos de som e imagem, pisos, revestimentos, pinturas e paisagismo.

Requinte, sofisticação e praticidade. Essas são as características predominantes nos ambientes da Campinas Decor 2014. Em uma casa que por si só já chama a atenção por sua arquitetura, amplitude e design, os profissionais apostaram em trazer as tendências de uma forma que pode ser realmente aplicada ao cotidiano das famílias. O luxo aparece em lustres contemporâneos, nos mais variados estilos, tecidos nobres, mármores e obras de arte de artistas brasileiros e estrangeiros.

Os revestimentos são os mais variados. Papéis de parede aparecem com predominância, em variadas texturas e estampas. Mas também há lugar para paredes cobertas por tecidos nobres, materiais cimentícios, espelhos e muitos painéis amadeirados.

Grafismos, presentes em móveis e revestimentos e cores fortes, nos mais variados tons, também são notadas, assim como o dourado, que se faz presente em muitos ambientes. O contraste entre cores neutras, em especial o preto, e fortes, como o laranja, também pode ser percebido. Outra constante é a sustentabilidade, que se mostra das mais diversas formas, como a ampla utilização de madeira de reflorestamento em móveis, pisos vinílicos ou cimentícios e o uso de iluminação em Led. A tecnologia também se destaca, fazendo-se presente nos ambientes com as mais diversas funções.

A 19ª Campinas Decor gerou cerca de 1.500 empregos diretos e indiretos no período de obras e outros 150 durante a realização da mostra. A expectativa é atrair cerca de 32 mil pessoas ao evento.

Inspiração cinematográfica

Com três andares, suntuosas colunas na fachada e uma escada de degraus largos dando boas vindas, o imóvel escolhido para abrigar a 19ª Campinas Decor concretizou o desejo da advogada e tabeliã Lya Xavier de Souza de morar em uma casa que transpirasse o ar do filme E o vento levou. Foi essa a premissa fornecida por ela – integrante de uma família tradicional de Campinas que tem Francisco Barreto Leme, fundador da cidade, no topo da árvore genealógica -, ao engenheiro Mario Banholi, responsável pelo projeto da construção concluída em 1976.

A história da casa começa em 1967, quando Lya comprou o terreno de 10 mil metros quadrados (dois lotes) cuja frente pertence ao bairro Jardim das Paineiras e o fundo é chamado de Chácaras Bom Retiro. Em 1973 doou parte do seu terreno para a abertura da Rua Francisco Xavier de Souza Junior, nome de seu avô, em frente da casa, ação realizada em solenidade com a presença de várias personalidades. Após a finalização das obras, mudou-se para a casa onde viveria até 25 de junho de 2011, quando morreu, aos 81 anos de idade, vítima de um infarto.

A história da família

Como nas edições anteriores, a organização da Campinas Decor criou uma família fictícia de moradores para nortear o trabalho dos profissionais. Os arquitetos, decoradores e paisagistas elaboraram seus projetos tendo como clientes o clã Vasconcellos, encabeçado por Miguel, engenheiro civil de 41 anos de idade, e Raquel, jornalista freelancer de 37 anos, que trabalha no conforto de casa. Eles são pais de Maria Eduarda, 13, dos gêmeos Theo e Igor, de 7 anos, e da pequena Helena, com apenas 4 meses.

Antenado nos negócios, Miguel pratica hipismo no clube da cidade e também é apaixonado por outro esporte, o futebol, inspiração para sua coleção de camisas de clubes e seleções. A paixão de Raquel é a fotografia – praticada como hobby -, que divide a atenção da moradora com outras atividades prazerosas como a prática de yoga, a gastronomia e a escrita de romances.

Blogueira sempre conectada às redes sociais, a jovem Maria Eduarda mostra que herdou da mãe o talento para a escrita. Estudiosa, sonha em fazer medicina. Nas horas vagas, adora tocar violão e pratica esportes – o tênis em especial.

Fãs de futebol como o pai, os gêmeos brincam sempre juntos. Enquanto Theo é apaixonado por aviões, Igor é louco por bicicletas. Apesar das predileções distintas, possuem um hobby em comum: ambos adoram histórias em quadrinhos. Pequenina, Helena adora brincar as coisas da mãe e parece já ter nascido pronta para o balé.

Projeto “Novos talentos”
Mantendo a tradição, dois espaços da Campinas Decor 2014 foram reservados para o projeto “Novos Talentos”. O programa visa valorizar os profissionais que estão há pouco tempo no mercado, mas têm grande potencial criador (com até três anos de formados). Os ambientes preparados pelos Novos Talentos nesta edição são a Copa da Família, assinada pela dupla Aldete Zappellini Rohwedder e Josimara Panontin Souza, e o Espaço Crianças, projetado por Flávia Elias Kury e Michele de Fátima Anselmo Igel.

A Campinas Decor 2014 em números:

Investimentos: R$ 6 milhões
Área total: 2.500 metros quadrados
Área construída: 1.500 metros quadrados
Área livre: 1.000 metros quadrados
Ambientes: 42
Expositores: 65
Empregos gerados na obra: 1.500
Empregos gerados durante o evento: 150
Fornecedores: 1.200
Expectativa de público: 32 mil visitantes

Serviço
Campinas Decor 2014
Data: de 25 de abril a 15 de junho
Endereço: Rua Francisco Xavier de Sousa Junior, 07, Bairro Jardim das Paineiras
Horários: terça a sexta-feira, das 14h às 22h; sábados, domingos e feriados, das 12h30 às 22h (bilheteria fecha sempre às 21h)
Valor dos ingressos: R$ 32,00; estudantes e idosos pagam R$ 16,00 e crianças de até 12 anos não pagam
Passaporte Campinas Decor: R$ 60,00, com visitas ilimitadas
Serviços disponíveis: bar, café, restaurante e estacionamento com manobrista
Telefone para informações: (19) 3255-7744 – www.campinasdecor.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

20 − nove =

Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.