OPINIÃO

Compartilhar

As narrativas sobre os fatos são construídas a partir de nossas experiências, conhecimento, envolvimento e, sobretudo, a partir de nossas visões de mundo e valores. É ingenuidade pensar que um fato terá apenas uma interpretação. O curioso é que na medida que o tempo passa os fatos vão ganhando conotações inesperadas. As verdades viram mentiras, as mentiras viram verdades e uma nebulosa atmosfera confunde aqueles que buscam pelo menos alguma certeza para seguir em frente. Como fugir dessa armadilha que nos consome e paralisa? Com mais informação? Com checagem de fontes? Mas que fontes? Diversificá-las? Mesmo que a resposta seja afirmativa para cada uma dessas perguntas, não encontraremos resposta se no fundo quisermos apenas fortalecer nossa própria forma de pensar. Antes de buscar alguém que concorde, por que não buscar na contradição ou na contraposição o caminho saudável para o avanço em direção ao futuro? Sem amarras com o passado de um ou o presente de outro. O consenso é bom, mas nem sempre é saudável. É preciso revisitar ‘ad aeternum’ o terreno onde plantamos nossas convicções. Pense nisso e boa semana!!

Hebe Rios

Editora-chefe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

9 + 14 =

Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.