Distrito de Barão Geraldo ganha Sistema Cicloviário

Compartilhar

Fonte e texto: Assessoria de Imprensa

A ciclovia de Barão Geraldo tem 1,9 km, ligando o Terminal Barão Geraldo, a partir da Avenida Santa Isabel, até a moradia estudantil. Ela passa por diversos pontos de interesse, em viagens de curta distância, como terminal urbano, escolas estaduais, municipais e particulares, espaços de cultura, diversos pontos comerciais, áreas residenciais, postos de serviços públicos, campus da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) e moradias de estudantes.  Essa ciclovia, cortando partes importantes de um bairro, interligados a um terminal urbano, é o conceito de sistema cicloviário elaborado pela Emdec, de integrar a bicicleta como modal de transporte para pequenos deslocamentos, aliado ao deslocamento maior, feito pelo transporte público.  A Emdec também promoveu a revitalização de ciclovias e ciclofaixas que já estavam implantadas na região, como a da Avenida Atílio Martini (implantada em 2007). Elas são ramificadas com a ciclovia de Barão Geraldo. O custo da obra foi de R$ 315,9 mil.  

Sistema cicloviário  

O sistema cicloviário do município ganha forma e demonstra a interligação com o transporte público. O sistema será articulado com os principais eixos do transporte.  O objetivo de tornar a bicicleta um meio de transporte para pequenos deslocamentos, aliada ao transporte público coletivo. A bicicleta é indicada para deslocamentos curtos, com raio em torno de 5 km. O conceito de “last mile”. Com velocidade média de 15 km/h, o tempo médio do percurso fica em 20 minutos.  Diferentemente das ciclofaixas, as ciclovias são espaços totalmente segregados do tráfego comum, sendo mais seguras para os deslocamentos. Com o novo trecho entregue, Campinas acumula quase 30 km de ciclovias. 

Hebe Rios

Editora-chefe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dois × 4 =

Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.