Agenda Sesc da semana tem Kafka, dança e música

Compartilhar

A programação semanal do Sesc Campinas inclui apresentações musicais: N´Diaz e Maglore. Espetáculos de dança também dão o ritmo da semana com Corpo Solto, Lapidação – ou quando gritam as Pedras e Corpo Político em Estado Crítico.

Terça-feira (14/5)

Cinema

UM MÉDICO RURAL

(Inaka Isha. Japão, 2007, 21 min. Direção: Koji Iamamura). Adaptação do conto de Franz Kafka. Narra a história de um médico que, numa fria noite de inverno, recebe um chamado para socorrer um garoto do outro lado da aldeia. É nesse ambiente que ele é levado a pensar sobre os mais diversos aspectos de sua profissão, de seu paciente e da sociedade local. A história, contada totalmente do ponto de vista do médico, introduz elementos surrealistas para melhor descrever como o homem vê o mundo e as pessoas ao seu redor.

Dia 14, terça, às 19h.

Teatro. Grátis. 16 anos.

Cinema

QUEM FOI KAFKA?

(Wer War Kafka?. Suíça e França, 2006, 96 min. Direção: Richard Dindo). Documentário sobre Franz Kafka narrado por alguns de seus melhores amigos, usando atores para interpretar pessoas que o conheciam, incluindo Max Brod, Milena, Felice Bauer, Gustav Janouch, entre outros.

Dia 14, terça, às 19h30.

Teatro. Grátis. 16 anos.

Quarta-feira (15/5)

Dança

CORPO SOLTO

Roda de improvisação é o nome frequentemente dado no Brasil para uma jam session, onde a dança surge do improviso dos movimentos. Aqui contaremos com 4 dançarinos e 3 músicos convidados, que orientados por Raquel Gouvêa, iniciam a roda e convidam para esta experiência de criação livre da dança, aberta a participação do público.

Dia 15, quarta, das 20h às 21h30.

Espaço Arena. Grátis. Livre.

Cinema

O PROCESSO

(Le Procès. França, Itália e Alemanha, 1962, 118 min. Direção: Orson Welles). Numa certa manhã, Josef K. é acusado de um crime que, supostamente, sequer sabe que cometeu. Porém luta para se defender. O filme terá a apresentação e será comentado ao final pelo curador da Mostra Filmar Kafka,

Dia 15, quarta, às 19h30.

Teatro. Grátis. 16 anos.

Quinta-feira (16/5)

Música

N’DIAZ

O quarteto francês apresenta o vigor da fusão das tradições musicais do Oriente e do Ocidente. Com Jérôme Kerihuel, percussão; Timothée Le Bour, saxofone;  Youn Kamm, trompete e Yann Le Corre, acordeom. Esta apresentação tem o apoio da Aliança Francesa.

Dia 16, quinta, às 20h30.

Área de Convivência. Grátis. Livre.

Com assentos limitados na plateia.

Sexta-feira (17/5)

Dança

LAPIDAÇÃO – OU QUANDO GRITAM AS PEDRAS

Solo de dança inspirado na canção de Chico Buarque “Geni e o Zepelim”. A composição é fruto de investigações realizadas entre 2014 e 2018, com o estudo gestual sobre a personagem Geni e como ela se faz atual no cenário LGBTfóbico em que vivemos. A composição coreográfica se dá em relação com o público, em tempo real, tornando-o coautor da cena. Este projeto foi contemplado pelo Programa Aluno-Artista da Unicamp.

Dia 17, sexta, às 20h.

Sala de Múltiplo Uso 2. Grátis. 16 anos.

Retiradas de ingressos na Central de Atendimento a partir das 18h.

Sábado (18/5)

Música

MAGLORE

O quarteto baiano de rock alternativo celebra dez anos e apresenta um compilado de seus discos. Com Lelo Brandão, teclado, guitarra e voz; Felipe Dieder, bateria; Teago Oliveira, guitarra e voz e Lucas Oliveira, baixo e voz.

Dia 18, sábado, às 16h30.

Jardim do Galpão. Grátis. Livre.

Sem assentos na plateia.

Dança

CORPO POLÍTICO EM ESTADO CRÍTICO

Com Sandro Borelli. Investiga o corpo, o movimento e o gesto com foco na amplitude corporal cênica. Também, busca uma compreensão da linguagem da dança como uma reflexão político-social e instiga a criação de movimentos.

Dia 18 sábado, das 10h30 às 13h30.

Dia 19, domingo, das 14h30 às 17h30.

Sala de Múltiplo Uso 2. Grátis. 16 anos.

Inscrição pelo link:  http://bit.ly/oficinacorpopolitico

Cinema

A METAMORFOSE

(Prevrashchenie. Rússia, 2002, 80 min. Direção: Valeri Fokin). Baseado na novela de Kafka, o filme conta a história de um vendedor ambulante, Gregor Samsa, que acorda uma manhã transformado em um inseto gigante.

Dia 18, sábado, às 15h.

Teatro. Grátis. 16 anos.

Dias 19 e 26, domingos, das 11h às 12h30.

Sala de Múltiplo Uso 2. Grátis. De 02 a 04 anos.

Retirada de ingressos na Central de Atendimento a partir das 10h30.

Dança

ENCRUZILHADA

Espetáculo que discute sobre a atualidade, a ressignificação da ancestralidade, os espaços urbanos e as relações sociais que os permeiam. Ao resgatar manifestações populares que fazem parte de uma memória coletiva pouco celebrada, excluídas da narrativa hegemônica da História, e apresentá-las como recriações contemporâneas, o grupo propõe um ato de resistência – do(a) negro(a) da periferia, de grandes mestres e mestras da cultura popular e do hip hop pouco reconhecidos.

Dia 19, domingo, às 15h.

Área de Convivência. Grátis. Livre.

*Em caso de necessidade operacional ou razão de força maior, horários, datas, locais, entre outros, poderão ser alterados ou cancelados.

Central de Atendimento – (19) 3737 1500

Hebe Rios

Editora-chefe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

10 − um =

Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.