Nós temos a Rainha Marta

Compartilhar

por Paloma Stuchi

Nesta terça-feira (18) a Seleção Brasileira de futebol feminino entrou em campo contra a Itália, pela Copa do Mundo. O técnico Vadão pode contar com a jogadora Marta, que está pegando ritmo de jogo após sofrer lesão no começo da competição.

Logo nos primeiro minutos, o Brasil pressionava em chegadas áreas com as cobranças de escanteio e cruzamentos. Mas a primeira chance clara de gol veio das adversárias. Em um contra-ataque, Bonansea, recebeu na ponta esquerda, driblou e chutou rasteiro da entrada da área. A goleira Barbara bem posicionada conseguiu fazer a defesa.

Marta bate record de gols em Copa ( Crédito: Assessoria / CBF)

Com a maior posse de bola, a Seleção Brasileira começou a ser parada por faltas. Como a cometida por Bartoli, após uma entrada dura na camisa 9, Debinha, que chegou a rasgar o meião da jogadora. Mas isso não foi motivada para freiar a atacante que, logo na jogada seguinte, em uma cobrança de escanteio, tentou balançar as redes tocando de letra, mas bola essa que parou na goleira.

Ainda assim, o dia era de Marta. No segundo tempo, o Brasil continuou pressionando e deixou nos pés da rainha a abertura do placar. Debinha arrancou pelo meio, mas foi derrubada na área. Pênalti. Marta pegou a bola, bola essa que poderia a consagrar a maior artilheira de todas as Copas, desbancando o Alemão Klose. E assim ela fez. Na cobrança ela deslocou a goleira, marcando o seu 17 gol em Copas e garantiu a classificação Brasileira. As meninas agora aguardam os demais resultados onde podem pegar nas oitavas de final a França ou Alemanha.

Deixe uma resposta