CRAMI conta com o “Dia de doar”

Compartilhar

3 de dezembro  é o Dia de Doar. Movimento dedicado a promover a doação para tornar o Brasil um país mais generoso e solidário, a data tem o objetivo de conectar  pessoas com causas sociais não cobertas pelo poder público. Engajado nesse movimento, o Centro Regional de Atenção aos Maus Tratos na Infância (CRAMI) quer aproveitar a data para sensibilizar as pessoas a  doarem automaticamente para a  instituição a Nota Fiscal Paulista.

“Estamos mobilizados porque  as recentes mudanças feitas pelo Governo de São Paulo reforçaram  muito o viés social da NF Paulista”, comenta o presidente voluntário do CRAMI, Dr. Tadeu Santomauro, explicando que um levantamento realizado pela Secretaria da Fazenda mostra que o crédito médio por documento fiscal  doado por um consumidor  a uma entidade, como o CRAMI,  pode aumentar mais de 100 vezes.

No sistema antigo, cada nota fiscal depositada em urnas localizadas nos pontos de vendas gerava, em média, R$ 0,23. Já nas doações realizadas diretamente pelo aplicativo NF Paulista, o qual permite que o consumidor escolha a instituição que irá receber a sua doação, o valor médio do crédito gerado em documento fiscal é superior a R$ 40.

Isso é possível porque as novas regras retiraram das doações realizadas pelo aplicativo a trava que destinava às entidades o máximo de 7,5%  do valor da nota. Agora, o teto máximo de crédito que uma entidade pode receber por cupom fiscal  é igual a 10 Ufesps (o equivalente a R$ 250,70).

Antes, tomar um café de R$ 4,00 e depositar o cupom em uma urna rendia, no máximo, R$ 0,30 para uma instituição. Agora, a doação do cupom fiscal de R$ 4,00, por meio do aplicativo oficial, pode render à entidade assistencial até R$ 250,70.

“Em nosso portal acessível em cramicampinas.org.br/nfp/ é possível saber o passo a passo de como doar a nota fiscal para o CRAMI”, reforça o presidente, lembrando que o propósito da instituição é transformar vidas, buscar os direitos das famílias e romper o ciclo da violência por meio de um trabalho complexo, longo e que envolve saúde, educação e assistência.

Atualmente,  os recursos da entidade são provenientes, em sua maioria, da Prefeitura de Campinas. “Algumas atividades e todos recursos necessários para a manutenção do CRAMI não são cobertos pelo poder público. Por isso precisamos do apoio das pessoas”,  destacou.

Sobre o Dia de Doar

O Dia de Doar  é realizado pelo Movimento por uma Cultura de Doação para promover o engajamento das pessoas com as causas e organizações da sociedade, por meio da doação.

No Brasil, o Dia de Doar começou em 2013, um ano depois da primeira edição, nos Estados Unidos, em 2012. A partir de 2014 o Brasil passou a fazer parte do movimento global, que hoje conta com 55 países participando oficialmente, e ações sendo realizadas em mais de 190 nações.

Este ano, na terça-feira, 03 de dezembro, o Brasil inteiro vai se mobilizar pelo Dia de Doar: milhares de organizações estarão preparadas para receber doações, e milhões de brasileiros vão demonstrar seu apoio, doando e tornando pública a doação compartilhando a hashtag #diadedoar nas mídias sociais.

Fonte: Assessoria de Imprensa

Hebe Rios

Editora-chefe

Deixe uma resposta