Live debate racismo estrutural

Compartilhar

Autor: Reginaldo Cruz

O combate ao racismo estrutural no centro do debate político. Este será o tema de uma
live no Facebook nesta quinta-feira, dia 4, às 19h, com o professor e ex-vereador de Campinas, Paulo Búfalo e o do presidente estadual do PSOL e militante do Círculo Palmarino, Joselício Júnior, mais conhecido como Juninho.

Partindo da análise das grandes manifestações que vem ocorrendo nos Estados Unidos desde a última semana, em consequência do assassinato covarde do cidadão negro George Floyd por um policial em Minneapolis, e das seguidas ocorrências de assassinatos de jovens e crianças negras em operações policiais no Brasil, os
debatedores discutirão como as estruturas institucionais, como o poder judiciário, polícias e as construções sociais refletem a herança escravocrata e violenta que marcaram a colonização das Américas, e que foram pilares do desenvolvimento capitalista.

Assim o racismo é percebido não apenas como um comportamento de indivíduos, mas como um processo estrutural que permeia todos setores (econômico, cultural, político) da sociedade construída em séculos de violência e desumanização da população negra. A live será transmitida pela página Facebook/Paulo Bufalo.

Sobre os debatedores
Joselício Júnior (Juninho) é jornalista, presidente estadual do PSOL- SP, militante do Círculo Palmarino e morador de Embu das Artes -SP.
Paulo Bufalo – é mestre em educação, professor na ETEC Bento Quirino (Centro Paula
Souza) e militante do PSOL. Foi vereador em Campinas por três mandatos (2001-2008 e 2013-2016).

Sobre o Círculo Palmarino:
O Círculo Palmarino é uma corrente nacional do movimento negro, criada em março de 2006, na cidade de Vitória (ES), que tem como objetivo combater o racismo e todas as suas manifestações concretas e está organizado em 5 estados brasileiros: Bahia (BA), Espírito Santo (ES), Rio de Janeiro (RJ), São Paulo (SP) e Sergipe (SE), em núcleos que possuem como objetivos reunir negros, negras e anti-racistas, a partir de suas comunidades e espaços de atuação, e estabelecer canais permanentes de formação e mobilização política. O Círculo Palmarino procura representar os interesses da comunidade negra, organizando-a e capacitando-a para a construção de uma sociedade sem racismo, sexismo e homofobia.

Hebe Rios

Editora-chefe

Deixe uma resposta