Atletas de Campinas serão homenageados no Revezamento da Tocha Olímpica

Compartilhar

Nesta quarta-feira (20), o Revezamento da Tocha Olímpica Rio 2016 segue para Campinas, a terceira maior cidade do estado de São Paulo. O comboio passa antes por Rio Claro, Limeira e Americana. No início do revezamento, na Estação Cultura, cerca 150 atletas de Campinas serão homenageados com a medalha de Mérito Esportivo pela promoção e dedicação ao esporte da cidade. Neste 79º dia, 163 condutores participarão do revezamento da tocha, que terá um total de 380 quilômetros de deslocamento.

O Revezamento da Tocha Olímpica encerra seu dia em Campinas, onde passará pelas principais ruas e pontos turísticos da cidade, entre eles os estádios do Guarani e Ponte Preta e também o conhecido Centro de Convivência no Cambuí. O percurso de 15 quilômetros começa às 16h na Estação Cultura, onde haverá a homenagem a 150 atletas da cidade, com chegada prevista às 19h na Praça Arautos da Paz, no bairro Taquaral, onde haverá um show de encerramento com a Família Lima.

Conheça alguns condutores do dia:

• Maurício Lima é bicampeão Olímpico no vôlei de quadra, campeão mundial, pentacampeão da Liga Mundial, campeão da Copa do Mundo e foi eleito o melhor levantador do mundo por três vezes. Será condutor em Campinas.

• André Heller é ex-jogador de vôlei, que atuou posição de central. Disputou os Jogos Olímpicos Sydney 2000, conquistou a medalha de ouro nos Jogos Atenas 2004 e a medalha de prata em Pequim 2008. Atuou em dez Ligas Mundiais, conquistando seis títulos. Conduz a tocha em Campinas.

• Flávio Conceição foi revelado pelo Rio Branco Esporte Clube, time de futebol americanense, de onde saiu para defender o Palmeiras, a pedido de Wanderley Luxemburgo. Teve passagens pelo Real Madrid, La Coruña e Borussia Dortmund. Ganhou a medalha de bronze nos Jogos Olímpicos Atlanta 1996. Será condutor em Americana.

• Odette Valentino Domingos tem 82 anos e é ex-atleta de lançamento de disco. Dedicou 50 anos de sua vida ao esporte e foi inúmeras vezes campeã dos Jogos Abertos e Regionais de Campinas e do estado de São Paulo. Será condutora em Campinas a convite da Coca-Cola.

• Athos Carlos Pisoni, atleta de tiro esportivo, escreveu seu nome na modalidade ao ganhar dezenas de campeonatos nacionais e internacionais ao longo de quase três décadas, sendo considerado um dos melhores atiradores brasileiro de todos os tempos. Conquistou a medalha de ouro e o recorde nos Jogos Pan-americanos Cidade do México 1975, estabelecendo a incrível marca de 199 pratos quebrados em 200 possíveis. Participou dos Jogos Olímpicos Montreal 1976 e foi técnico da equipe brasileira de tiro esportivo nos Jogos Olímpicos Atlanta 1996 e dos Jogos Pan-americanos Winnipeg 1999. Será condutor em Americana a convite da Coca-Cola.

• Renato Rezende foi o primeiro ciclista brasileiro a representar o país no BMX em Jogos Olímpicos, em Londres 2012. Já classificado para os Jogos Rio 2016, foi o primeiro brasileiro a chegar à fase final de um campeonato mundial da categoria. Convidado pela Nissan, conduz a tocha em Campinas.

• Rodrigo Raineri é formado em Engenharia pela Unicamp e é alpinista há 27 anos. Foi o primeiro brasileiro a escalar a face sul do Monte Aconcágua e escalou também o Monte Everest por três vezes. Foi convidado pela Nissan para conduzir a tocha Olímpica em Campinas.

• Daniel Dias é nadador paralímpico brasileiro e maior medalhista do país, totalizando 15, sendo dez de ouro, quatro de prata e uma de bronze, conquistadas nos Jogos Paralímpicos Pequim 2008 e Londres 2012. Daniel também é dono de 14 títulos e seis recordes mundiais. Será condutor em Campinas a convite do Bradesco.

• Maria Helena Cardoso foi jogadora de basquete por 20 anos. Como jogadora, disputou mais de 150 partidas pela seleção brasileira, inclusive quatro campeonatos mundiais. Seguiu na carreira como técnica e foi a primeira mulher a dirigir uma equipe Olímpica, levando a Seleção Brasileira de basquete feminino pela primeira vez aos Jogos Olímpicos, em Barcelona 1992. Convidada pelo Bradesco, conduz a tocha em Campinas.

• Conceição Geremias é atleta há mais de 40 anos. Especializou-se em heptatlo e disputou todas as competições da modalidade no Brasil e no exterior. Representou o Brasil nos Jogos Olímpicos Moscou 1980, Los Angeles 1984 e Seul 1988 na modalidade pentatlo. Atualmente, disputa heptatlo na categoria master e vôlei. Será condutora em Campinas.

• Ricardo Mello jogou tênis durante 15 anos e representou o Brasil na Copa Davis por 9 anos. Foi o número um do ranking nacional em 2005, esteve entre os 50 melhores do mundo, e é um dos sete tenistas da historia do país a vencer um torneio da Associação de Tenistas Profissionais. Será condutor em Campinas.

• Peter Ficker é velejador e ganhou a medalha de bronze nos Jogos Olímpicos Montreal 1976, em parceria com Reinaldo Conrad, competindo na classe Flying Dutchman. Será condutor em Campinas.

• Fabiana Sugimori, nadadora, participou de quatro edições dos Jogos Paralímpicos. Esteve em Atlanta 1996, foi ouro em Sidney 2000 e em Atenas 2004 – onde bateu o recorde na prova de 50 metros livres e bronze em 2008. Será condutora em Campinas.

• Adriana Santos foi jogadora de basquete e é coordenadora de seleções do time brasileiro que disputará os Jogos Rio 2016. Ela conquistou a medalha de prata nos Jogos Atlanta 1996 e de bronze em Sydney 2000. Será condutora em Americana.

• Guilherme Guido é nadador e disputou os Jogos Olímpicos Pequim 2008. Foi campeão mundial no 4×100 metros medley e campeão e recordista mundial no 4×50 metros medley, em Doha, no Catar, em 2014. Recordista pan-americano dos 100 metros costas, conquistou a marca no Pan Toronto 2015, onde conquistou o ouro também no 4×100 metros medley. Conduz a tocha em Limeira.

• Alexandra Nascimento é atleta profissional de handebol, atuando há 12 anos na Europa. Foi eleita, em 2012, a melhor jogadora do mundo. Conquistou o título mundial, na Sérvia, pela Seleção Brasileira. Será condutora em Limeira.

• Filipe Fuzaro ganhou aos 13 anos sua primeira competição no tiro esportivo, o campeonato paulista de juniores. Hoje, aos 32 anos, é o atual recordista brasileiro na fossa duble e sete vezes campeão brasileiro da modalidade. Nos Jogos Olímpicos Londres 2012, ficou com a 15ª colocação. Será condutor em Rio Claro.

• Diogo Silva começou a treinar taekwondo aos 7 anos e aos 15 já fazia parte da seleção júnior, conquistando a primeira medalha internacional. Foi convocado para seleção adulta aos 19 anos, onde ficou por 12 anos como titular. Competiu nos Jogos Olímpicos Atenas 2004 e Londres 2012, sendo semifinalista nas duas oportunidades. Será condutor em Rio Claro.

Deixe uma resposta