Dérbi 197: Ponte Preta vence o Guarani no Majestoso e afunda o rival na série B

Compartilhar

Destaque para Luizão, que marcou seu primeiro gol pela Macaca; Bugre volta a sofrer pelo alto

Uma das maiores rivalidades do Brasil, Ponte Preta e Guarani mediram forças na noite desta terça feira (06), em partida válida pela 14ª rodada da série B. Em lados opostos da tábua de classificação, o lado verde da cidade necessitava dos três pontos para respirar e, quem sabe, sair da zona da confusão nessa rodada. Já o lado alvinegro, tinha o objetivo do triunfo para não desgarrar do G4 e assumir a terceira colocação. Bom para a Macaca, que sem muito sofrimento, bateu o Bugre e festejou a vitória no clássico.

Dawhan cabeceia pra fazer o primeiro da Ponte no derbi. Foto: Álvaro Jr.

O jogo

Nada de espetacular na primeira etapa, mas as equipes tiveram chances. A Macaca assustou logo de cara na boa jogada de Moisés, que parou em Gabriel. Depois com Bruno Rodrigues, sem perigo. A melhor chance do Bugre foi no arremate de Bruno Rangel, que passou perto da meta de Ivan. Aos 34, enfim, balançou. Cruzamento pela direita, a bola encontrou a cabeça de Dawhan, que abriu o marcador para a Ponte. Ímpeto e ritmo diminuíram e todos foram aos vestiários tomar uma ducha, pois estava quente em Campinas.

Segundo tempo

Na disputa de bola com o goleiro, Luizão leva a melhor e faz o segundo da Ponte. Foto: Álvaro Jr.

Na volta, o Bugre prometia ser mais ofensivo, porém, ficou só na teoria. Moisés desperdiçou boas chances para a Macaca ampliar o placar. Até que conseguiu em mais uma bola aérea. Em novo cruzamento, a bola pererecou na área e sobrou para Luizão fazer o segundo e correr para o abraço. A grande chance do Guarani na partida, e para muitos, o lance mais bonito do confronto, aconteceu aos 25: Bola alçada na área da Ponte, e Didi acertou uma bela cabeçada para Ivan fazer uma magnifica defesa, segurando o 2×0. Por fim, Bugre sem reação e a Macaca cozinhou até o apito final.

Jogadores se unem ao final do jogo em comemoração. Foto: Álvaro Jr.

Como fica?

Agora, a Ponte chega aos 24 pontos, ficando na terceira posição e ganhando um gás para a sequência de jogos complicados pela frente, sendo dos quatro que vem por aí, três são longe de Campinas. O primeiro deles é contra o líder Cuiabá, na sexta feira (09­), às 18h30, no Pantanal.

O Bugre se complicou. Penúltimo colocado, com apenas 2 vitórias em 14 jogos. Catalá e seus comandados terão de trabalhar bastante para tirar o Guarani dessa situação. A equipe volta a campo no sábado (10), em casa, contra o CRB, às 16h30.

Ficha Técnica

Campeonato Brasileiro (série B) – Décima quarta rodada – Ponte Preta 2×0 Guarani

Terça feira, 6 de outubro de 2020 – Estádio Moisés Lucarelli – Campinas – SP

Ponte Preta: Ivan. Apodi, Alisson, Luizão, Ernandes (Lazaroni), Dawhan (Bruno Reis), Neto Moura (Luís Oyama), João Paulo, Bruno Rodrigues, Moisés e Matheus Peixoto (Guilherme Pato). Téc: Fabio Moreno (interino).

Guarani: Gabriel, Cristovam (Pablo), Didi, Wálber, Bidú, Deivid (Alemão), Arthur Rezende (Lucas Abreu), Murilo Rangel (Junior Todinho), Lucas Crispim, Giovanny (Renanzinho) e Waguininho. Téc: Ricardo Catalá.

Gols: Dawhan e Luizão (PON).

Cartões amarelos: Wálber, Bidú (GUA); Matheus Peixoto, Neto Moura (PON).

Árbitro: Raphael Claus.

Assistentes: Alex Ang Ribeiro e Daniel Luís Marques.

Por: Anderson Pinheiro

Deixe uma resposta