Em grande jogo, Cruzeiro e Guarani empatam no Mineirão pela série B

Compartilhar

Golaços, expulsão e muita competitividade marcaram a partida na capital mineira; Murilo Rangel anotou dois tentos para o Bugre

Na abertura da rodada 21 da série B, Cruzeiro e Guarani praticaram um bom futebol no Mineirão, na noite desta segunda feira (09). Em partida movimentada, a igualdade por três gols não fez com que as equipes subissem tanto na tabela, porém, foi possível perceber um “legado” de confiança para o futuro das agremiações. Para o Cruzeiro, um poder de reação de buscar o resultado mesmo com um a menos. Para o Bugre, um ímpeto agressivo, mesmo fora de casa, foi quem mais flertou com os três pontos, mostrando segurança para a continuação do trabalho de Conceição.

O jogo

A peleja começou lá e cá. De cara, já era possível prever uma partida interessante na capital mineira. O Bugre abriu a contagem com um golaço de Murilo Rangel. O camisa 91 acertou um balaço de fora da área, sem chances para Fábio. O Cruzeiro tentava se recolocar no jogo. Até que conseguiu aos 20. Cruzamento na área, Manoel cabeceou para dentro da meta, tudo igual. Na parte final, ainda deu tempo de mais dois gols. Em boa jogada de Bidú pela esquerda, o cruzamento encontrou a cabeça de Pablo, que recolocou os campineiros na frente. Logo depois, sem tempo de respiro, o Cabuloso chegou ao empate com Pottker, que fez no rebote de Gabriel.

Segundo tempo

Mesmo com o forte ritmo da primeira etapa, as equipes voltaram ainda com gás. O Bugre tentou pressionar desde o princípio para se recolocar adiante do placar. O destaque pelo lado verde apareceu novamente: Em boa trama, a bola ficou com Murilo Rangel, que correu para o abraço, 2×3. Após o gol, Willian Pottker foi expulso, dificultando a reação cruzeirense. O Guarani não soube segurar e nem mesmo ter capricho para ampliar o marcador e decretar a vitória. Em mais um cruzamento pelo lado esquerdo e mais uma vez numa cabeçada, os mineiros igualaram o placar com Wellinton. A partir daí o ímpeto caiu e o jogo terminou com um ponto para cada.

E agora?

Com o resultado, o Bugre chega aos 25 pontos, na 13ª colocação. Agora, no Brinco, medirá forças com o Botafogo-SP apenas no dia 20 de novembro (sexta feira), às 19h15. Já o Cruzeiro, também não andou tanto na tabela. Em 15º, com 24 pontos, a equipe de Scolari receberá o Figueirense, na mesma sexta feira (20), às 21h30.

Ficha técnica

Campeonato Brasileiro (série B) – rodada 21 – Cruzeiro 3×3 Guarani – 20h

Segunda feira, 09 de novembro de 2020 – Estádio do Mineirão – Belo Horizonte-MG

Cruzeiro: Fábio, Raul Cáceres, Manoel, Cacá, Patrick, Ramon (Felipe Machado), Jadsom Silva, Régis (Wellinton), Willian Pottker, Aírton e Sassá (Tiago). Téc: Luiz Felipe Scolari.

Guarani: Gabriel, Cristovam, Walber, Victor Ramon, Bidú, Bruno Silva (Matheus Souza), Lucas Crispim, Pablo, Murilo Rangel (Marcelo), Renanzinho (Giovanny) e Bruno Sávio (Alemão). Téc: Felipe Conceição.

Gols: Manoel, Willian Potker e Wellinton (CRU); Murilo Rangel {2x} e Pablo (GUA).

Cartões amarelos: Willian Pottker, Machado (CRU). Cristovam (GUA).

Cartão Vermelho: Willian Pottker (CRU).

Árbitro: Pathrice Wallace Corrêa Maia.

Assistentes: Silbert Faria Sisquim e Thiago Rosa de Oliveira.

Por: Anderson Pinheiro

Deixe uma resposta