Guarani vence o Botafogo-SP de virada e segue boa sequência na série B

Compartilhar

Pablo e Todinho marcaram para o Bugre; Pantera segue na 19ª posição

Na noite desta sexta-feira (20), Guarani e Botafogo-SP duelaram em busca do festejo em partida válida pela rodada 22 da série B do Brasileirão. Em busca de manter uma sequência positiva e flertar com a primeira parte da tabela, o Bugre mostrou um poder de reação suficiente para somar mais três pontos e alegrar seu torcedor. O Pantera, por sua vez, segue numa má fase. Dentro da zona de rebaixamento e com sete pontos atrás do primeiro fora da degola o sinal de alerta se mantém ligado em Ribeirão Preto.

O jogo

Primeira etapa movimentada no Brincão. Com menos de cinco minutos, o Botafogo já tinha as rédeas do jogo e chacoalhou o barbante. Em cruzamento pela direita, a bola atravessou a área e encontrou a cabeça de Rafinha, que correu para o abraço. Os visitantes se sentiam em casa. Em mais uma escapada pelo lado, Wellington Tanque finalizou e Gabriel fez boa defesa. O Bugre começou a ter mais a bola após os 15. E na primeira boa oportunidade, Bidú cruzou e a redonda sobrou para Pablo bater cruzado e empatar. Partida mais aberta daí em diante, porém, ninguém teve ímpeto para ir aos vestiários com vantagem.

Segundo tempo

Os erros de passes mandaram no segundo tempo. Ambas as equipes desperdiçaram vários ataques por erros desse tipo e tomada de decisão. Em um lance isolado, os campineiros viraram: Cristovam avançou sozinho e mandou uma bomba e, no rebote do goleiro Darley, Todinho foi oportunista e virou o marcador. O Guarani buscou se segurar com uma forte marcação, já que o Botafogo foi para cima em busca de igualar os números. As chances do tricolor não foram bem-sucedidas, e, portanto, os três pontos ficaram em Campinas.

Pós apito

Cenas lamentáveis marcaram o apito final no Brinco. O atacante Wellington Tanque, do Botafogo, foi tirar satisfações com o árbitro da partida e acabou perdendo a cabeça. O camisa 9 do Pantera deu uma rasteira no senhor Vinicius Gomes do Amaral, que no fim, culminou com a expulsão do centroavante, que desceu aos vestiários transtornado.

E agora?

Com a vitória em seus domínios, o Guarani chegou aos 28 pontos, ocupando a 13ª colocação. Agora, viaja até Curitiba, onde na terça feira (24), às 16h30, confronta o Paraná Clube. Já o Pantera, segue na penúltima colocação com apenas 18 pontos. Tentará o triunfo para seguir na luta contra o rebaixamento, em casa, segunda feira (23), às 20h, contra o Avaí.

Ficha técnica

Campeonato Brasileiro (série B) – rodada 22 – Guarani 2×1 Botafogo-SP – 19h15

Sexta feira, 20 de novembro de 2020 – Estádio Brinco de ouro – Campinas-SP

Guarani: Gabriel, Cristovam, Romércio, Walber, Bidú, Bruno Silva, Lucas Crispim (Rickson), Pablo (Giovanny), Murilo Rangel (Arthur Rezende), Bruno Sávio (Rafael Costa) e Junior Todinho (Waguininho). Téc: Felipe Conceição.

Botafogo-SP: Darley, Jefferson, Robson, Jordan, Guilherme Romão (Gilson), Elicarlos, Naldo (Edson Junior), Ronald (Matheus Alessandro), Bady (Matheus Anjos), Rafinha (Dudu) e Wellington Tanque. Téc: Claudinei Oliveira.

Gols: Pablo e Junior Todinho (GUA); Rafinha (BOT).

Cartões amarelos: Naldo, Jefferson, Robson e Wellington Tanque (BOT); Bruno Silva, Pablo, Bruno Sávio e Waguininho (GUA).

Árbitro: Vinicius Gomes do Amaral.Assistentes: Daniel Paulo Ziolli e Tiago Augusto Kappes Diel.

Por: Anderson Pinheiro

Deixe uma resposta