Pé esquerdo: Guarani é derrotado pelo Ituano na estreia do Paulistão

Compartilhar

Com gols relâmpagos, a equipe de Itu não deu chances ao Bugre

O estádio Brinco de Ouro, em Campinas, foi o tablado para a estreia de Guarani e Ituano pelo Paulistão 2021, nesta segunda feira (01). De um lado, marcava o início de trabalho do técnico Allan Aal, no Bugre. Do outro, a longevidade de mais de três anos do já carimbado Vinicius Bergantim. Bom para os visitantes, que aplicou um placar de respeito sem dificuldades e sequer deu chances de reação aos campineiros.

O jogo

A equipes começaram o confronto em rotas totalmente diferentes. Antes dos oito minutos, já estava 0x2 para o Ituano. Primeiro, Léo Santos aproveitou o vacilo do goleiro Gabriel e correu para o abraço. Depois, em mais uma falha da zaga bugrina, Gabriel Tagliari recebeu livre e ampliou a vantagem. Quando o Guarani tentou algo, já parecia tarde. Muito disso, a única chance clara dos campineiros aconteceu com Rafael Costa, mas sem sucesso.

Segundo tempo

Na etapa complementar, o Ituano não mudou o estilo e fez o terceiro com menos de 15 segundos. Sim, segundos. No erro de saída de bola no passe errado de Bidú, Bruno Lopes acertou belo chute e encobriu o arqueiro verde, 0x3. A confiança bugrina foi caindo ao passar dos minutos e o time não teve mais poder de reação para pelo menos assustar o adversário. Em banho maria, a partida foi caminhando até o final com o triunfo indo para Itu.

E agora?

Com a derrota, o Bugre agora terá de buscar pontos fora de seus domínios. Na próxima quinta-feira (04), fora de casa, contra o Botafogo-SP, às 16h45. Enquanto o Galo de Itu, no mesmo dia, enfrenta o São Bento, às 15h.

Ficha técnica

Campeonato Paulista (série A1) – rodada 1 – Guarani 0x3 Ituano – 19h

Segunda feira, 01 de março de 2021 – Estádio Brinco de Ouro – Campinas-SP

Guarani: Gabriel, Matheus Ludke (Eder Sciola), Romércio, Airton, Bidú, Bruno Silva (Marcelo), Índio (Renanzinho), Tony (Caio), Pablo, Bruno Sávio (Rodrigo Andrade) e Rafael Costa. Téc: Allan Aal.

Ituano: Edson, Jeferson, Léo Santos, Suéliton, Breno Lopes, Tarik (Bruno Lima), Felipe Soutto, Branquinho (Fernandinho), Gabriel Tagliari (André Castro), Iago Dias (Kadu Barone) e Bruno Lopes (Victor Rangel). Téc: Vinicius Bergantim.

Gols: Léo Santos, Gabriel Pagliari e Bruno Lopes (ITU).

Cartões amarelos: Bidú (GUA); Jeferson (ITU).

Árbitro: Adriano de Assis Miranda.

Assistentes: Alberto Poletto Masseira e Leonardo Tadeu Pedro.

VAR: Edna Alves Batista.

Por: Anderson Pinheiro

Deixe uma resposta