Senac dá dicas para auxiliar aprendizagem “virtual”

Compartilhar

Enquanto as aulas presenciais não voltam, em função da pandemia da Covid-19, professores do ensino médio do Senac Campinas dão dicas para manter o ritmo de estudos. 

Para Márcia Maria Tognetti Corrêa, professora de matemática e suas tecnologias, essa fase de quarentena vai acabar em breve e o estudante deve lembrar disso diariamente, assim que acordar, para controlar a ansiedade. “Foque no seu dia, nas atividades. Viva um dia de cada vez.

Estudar em casa requer organizar as atividades do dia com seus respectivos horários: ter hora para acordar, preparar-se para assistir as aulas remotas nos dias e horários orientados pela escola, fazer as tarefas propostas pelos professores, descansar, alimentar-se e ir dormir é essencial para auxiliar o bom desempenho da rotina de estudos. Acordar cedo com disposição para assistir as aulas requer dormir cedo, ter um sono restaurador e boa alimentação”, afirma.

Além da organização de uma rotina com horários bem definidos, segundo Gustavo Rafael Bianchi, professor que atua na área de ciências humanas e sociais aplicadas, também é importante a delimitação de um ambiente exclusivo para o estudo. “A nossa mente associa os ambientes às atividades que costumamos realizar neles. Por isso, estudar na cama é extremamente difícil, já que aquele ambiente é associado ao descanso e ao sono. E, se insistirmos e estudarmos todos os dias na cama, podemos acabar associando-a ao estudo e, nesse caso, ficará mais difícil relaxar ali e poderemos sofrer com a insônia”, explica.

Outro ponto que ajuda a manter a rotina de estudo, de acordo com Rafael de Oliveira Teixeira, professor de ciências da natureza, é a organização dos prazos das entregas das atividades e da realização das tarefas e lições de casa. “É importante ter essa organização sempre a vista: em uma folha ou cartaz colados na parede/janela/porta ou mesmo em um quadro branco no ambiente em que se estuda. O manter os estudos em dia é fundamental para que as tarefas não se acumulem e o estudante acabe desanimando. O uso de apps de alarme e agenda também pode ajudar nessa organização, o importante é atualizar semanalmente esses prazos com as novas atividades que vão sendo propostas durante as aulas”, sugere.

Confira no vídeo valiosas dicas elaboradas pelos professores para o estudo render durante a quarentena.

Fonte: Assessoria de Imprensa

Hebe Rios

Editora-chefe

Deixe uma resposta