Mario Sergio Cortella e Gilberto Dimenstein estarão em Campinas dia 18, para palestra e lançamento de livro

Compartilhar

O filósofo e o jornalista estarão no Teatro Brasil Kirin no dia 18 de agosto, às 19h30; ingressos gratuitos devem ser retirados dia 13, das 18h às 20h30, na bilheteria do teatro

O Iguatemi Campinas receberá na próxima terça-feira, 18 de agosto, o filósofo Mario Sergio Cortella e o jornalista Gilberto Dimenstein para o lançamento do livro A era da curadoria: O que importa é saber o que importa! Educação e formação de pessoas em tempos velozes (editora Papirus 7 Mares). A partir das 19h30, os dois autores comandarão um bate-papo no Teatro Brasil Kirin, seguido de sessão de autógrafos, no qual discutirão, entre outros temas, a importância da curadoria do conhecimento e destacarão o elo entre educação e comunicação.

Os ingressos para o encontro deverão ser retirados pessoalmente na quinta-feira, 13 de agosto, das 18h às 20h30 ou até o término dos mesmos, na bilheteria do teatro, localizado no terceiro piso do Iguatemi Campinas. Serão limitados dois ingressos por CPF. No dia da palestra, recomenda-se chegar ao local às 19h.

livro-curadoria

Na obra, com a expertise que lhes credencia discorrer sobre diversos aspectos da cidadania e da educação, os autores focam a conversa na figura do curador – o que consideram ser aquele que conhece, cuida e põe à disposição o que sabe de modo que seja uma referência e que também proponha uma reflexão.

Cortella e Dimenstein destacam ainda o eixo indissociável entre a educação e a comunicação, e como são vitais para a qualidade do ensino as relações interpessoais, as experiências vividas na prática, no dia a dia. De acordo com Cortella, “não temos que tirar as crianças da rua e levá-las para a escola; temos sim que levar a rua para dentro da escola, levar aquilo que elas vivenciam no cotidiano, de maneira que possamos oferecer-lhes algo que as emocione”.

Curadoria em tempos de WhatsApp

Na era digital, em que há informações por todos os lados, o papel do curador é fundamental. “Estamos assistindo a um processo darwinístico da informação. O indivíduo acessa o Google e vem um vendaval de possibilidades de informação. E isso só está aumentando, a atenção está cada vez mais dispersa. Vivemos numa era em que todos são ao mesmo tempo consumidores e produtores de informação”, observa Dimenstein.

Ainda que em alguns pontos os autores olhem em direções diferentes, tanto Cortella quanto Dimenstein asseguram que a curadoria é necessária para que haja um direcionamento que filtre o que realmente é interessante em meio à avalanche de notícias, mensagens, vídeos e todo tipo de informação que chega até nós diariamente. Afinal, o que importa é saber o que importa.

Sobre os autores

Cortella
Mario Sergio Cortella é graduado pela Faculdade de Filosofia Nossa Senhora Medianeira, com mestrado em Educação pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo sob a orientação de Moacir Gadotti. Lá também cursou o doutorado em Educação, desta vez orientado por Paulo Freire. Professor titular do Departamento de Fundamentos da Educação e da pós-graduação em Educação da PUC-SP, onde atuou por 35 anos, em 30 deles também esteve ligado ao Departamento de Teologia e Ciências da Religião. Foi secretário municipal de Educação de São Paulo (1991/1992) e membro conselheiro do Conselho Técnico-Científico da Educação Básica da Capes/MEC (2008/2010). É autor de mais de 20 livros, entre eles, Ética e vergonha na cara! (2014), com Clóvis de Barros Filho, e Política para não ser idiota (2010), com Renato Janine Ribeiro, publicados pela Papirus 7 Mares.

dimenstein
Gilberto Dimenstein nasceu em São Paulo (SP), em 1956. Iniciou a carreira como jornalista em 1977, na revista Shalon (SP), da Comunidade Judaica do Brasil. Formado pela Faculdade Cásper Líbero, é comentarista da rádio CBN (SP). Autor de reportagens de repercussão nacional e internacional sobre a violência contra crianças, coleciona em sua jornada a criação da entidade Cidade Escola Aprendiz, do site Catraca Livre e do programa Mais São Paulo. É autor, entre outros livros, de O mistério das bolas de gude: Histórias de humanos quase invisíveis (2006), pela Papirus Editora. Em coautoria, assina: É rindo que se aprende (2011), com Marcelo Tas; Prazer em conhecer: A aventura da ciência e da educação (2008), com Drauzio Varella e Miguel Nicolelis; e Escola sem sala de aula (2004), com Ricardo Semler E Antonio Carlos Gomes da Costa, todos esses publicados pela Papirus 7 Mares.

Serviço
Palestra e Lançamento do livro O que importa é saber o que importa! Educação e formação de pessoas em tempos velozes, com Mario Sergio Cortella e Gilberto Dimenstein
Quando: dia 18 de agosto, terça-feira, às 19h30 (chegar às 19h)
Onde: Teatro Brasil Kirin, localizado no terceiro piso do Iguatemi Campinas (Av. Iguatemi, 777, Vila Brandina, Campinas, SP)
Ingresso: gratuito; retirada, pessoalmente, no dia 13 de agosto, das 18h às 20h30 ou até o término dos mesmos (dois ingressos por CPF); não será permitida a retirada de ingressos apresentando o CPF de terceiros; sujeito a lotação da sala
Preço do livro: R$ 32,90

Deixe uma resposta