Seleção Vence e Não Convence

Compartilhar

por Paloma Stuchi

A Seleção Brasileira entrou em campo contra a Bolívia nesta sexta-feira, 14, e garantiu a vitória por 3×0, pela primeira partida da Copa América.

A seleção Canarinho fez seu primeiro jogo no Morumbi, e veio com o desfalque importante do atacante Neymar. Mesmo assim, não demonstrou sentir tanto a ausência do craque nos primeiros minutos da partida. Com apenas quatro minutos o zagueiro Thiago Silva quase balançou as redes do goleiro Carlos Lampe.

Em 10 minutos de jogo, a Seleção de Tite já tinha 76% de posse de bola e seis finalizações. Mesmo diminuindo a intensidade durante o primeiro tempo, a Seleção Brasileira continuou tentando furar o bloqueio do adversário, tendo tudo para dar certo em uma saída errada do goleiro Lampe, que entregou a bola nos pés do atacante Richarlison que estava na intermediária. Com o defensor fora do gol, o brasileiro conseguiu fazer um domínio perfeito, mas chutou em cima de Jusino.

No segundo tempo, a Seleção voltou diferente da etapa inicial, parecendo ter acordado. Saindo dos pés de Coutinho a abertura do placar do jogo, em pênalti, confirmado pelo VAR, após um toque de mão na área, o camisa 11 cobrou no canto direito, o goleiro até tentou buscar, mas dessa vez não conseguiu. E não parou por aí, após dois minutos o inspirado Coutinho ficou novamente de frente para o gol, Firmino recebeu pela direita, dentro da área, viu o 11 bem posicionado e cruzou na medida para Coutinho, na esquerda, que ampliou o placar.

Éverton “cebolinha,” atacante do Grêmio, entrou no lugar de David Neris e já foi para cima do marcador adversário assim como faz no clube gaúcho, com dribles e um chutaço de fora da área acertou em certo o canto esquerdo que foi uma descoberta dos jogadores em cima do goleirão boliviano. Mesmo com um adversário de uma qualidade inferior, a seleção foi um adversário discreto, mas que tem tudo para fazer uma boa competição. O próximo confronto é contra a equipe da Venezuela, terça-feira, em Salvador.

Deixe uma resposta