Ponte Preta vence o Guarani no Dérbi

Compartilhar

Macaca bate o Guarani por 3 a 1 no Brinco na estreia do peruano Ramirez

O torcedor da Ponte Preta que esperava com ansiedade a estreia do peruano Ramirez teve motivos de sobra para sorrir ontem. Tido como principal reforço da equipe na temporada, o meia fez jus a esse status ao sair do banco de reservas para marcar um gol e ser o maior destaque da vitória da Macaca sobre o Guarani por 3 a 1, em pleno Estádio Brinco de Ouro, no 190º dérbi da história, válido pela 3ª rodada do Campeonato Paulista. Com o resultado, a invicta Ponte foi aos 7 pontos e dormiu na liderança. O Bugre, que ainda não venceu, teve um sábado sombrio. Além da derrota no clássico, o alviverde ficou sem técnico, já que Zé Teodoro pediu demissão após a partida.

Quem queria um bom clássico, foi presenteado com uma grande partida no primeiro tempo, dominado pelo Guarani. Zé Teodoro escalou o time com o volante Lusmar no lugar do atacante Dudu, o alviverde conseguiu ganhar o meio-campo e foi melhor desde o início. Fechada, a Ponte apostou nos contra-ataques, sempre puxados por Cicinho e Chiquinho. Aos 17’, o Bugre teve chance clara com Siloé. Após enfiada de Fumagalli, o atacante tentou driblar Edson Bastos, mas o goleiro ponte-pretano saiu bem do gol e abafou. Na velocidade de Chiquinho, a Macaca respondeu aos 19’ e só não abriu o placar porque Leandro Souza salvou antes que William concluísse.

Mesmo com mais posse de bola, o alviverde insistiu em jogar pelo alto e, sem um homem de referência na área, falhou em suas tentativas. Se faltou poder de fogo ao Guarani, a Ponte foi letal. Aos 28’, William recebeu cruzamento de Wellington Bruno nas costas da defesa e tocou de cabeça para abrir o placar.
O gol não mudou a postura das duas equipes. E depois de tanto insistir, o Bugre foi recompensado com o gol de empate, aos 43’. Após lançamento na área de Oziel, Siloé não conseguiu dominar, mas a bola sobrou limpa para Fumagalli, que pegou de primeira e deixou tudo igual.

O segundo tempo começou equilibrado e com os dois times se alternando em chances até o estreante do dia decidir. Aos 15’, Guto Ferreira promoveu a entrada de Ramirez. Sete minutos depois, em um de seus primeiros toques na bola, o peruano justificou o status de principal reforço da Macaca. Em falta na meia direita, ele bateu direto para o gol, surpreendeu o goleiro Emerson — que estava adiantado — e colocou a Ponte na frente.

A desvantagem desestabilizou o Guarani e a alvinegra aproveitou para matar a partida aos 25’. Após boa troca de passes, Bruno Silva recebeu na entrada da área e bateu cruzado para fazer 3 a 1. Com o jogo na mão, a Macaca ainda teve chances de transformar a vitória em goleada, mas não aproveitou. Nos minutos finais, o grito de olé da torcida pontepretana embalou a 62ª vitória da equipe na história dos dérbis.

fotos: Álvaro Jr.

Deixe uma resposta