Vôlei Amil encerra primeira fase da Superliga com vitória e agora encara o Pinheiros nos playoffs

Compartilhar

Equipe do técnico Ze Roberto bate o Usiminas/Minas por 3 sets a 1 em Campinas em noite de muita emoção para a ponteira Soninha

O Vôlei Amil encerrou sua participação na fase de classificação da Superliga do jeito que a torcida gosta. Na noite desta sexta-feira (22), a Força Azul mais uma vez compareceu em bom número para encher a arquibancada da Arena Amil de garra e alegria e incentivar as atletas em quadra. E as cerca de 1.800 pessoas fizeram a festa com a vitória do time de Zé Roberto por 3 sets a 1 sobre o Usiminas/Minas, com as parciais de 25/17, 22/25 e 25/22 e 25/23 em 1h59. Agora, foco total no playoff das quartas de final contra o Pinheiros. A estreia da equipe de Campinas na fase decisiva será na próxima quarta-feira (27), às 18h30, em seu ginásio.

O jogo contra o Usiminas não foi fácil, mas o técnico Zé Roberto salientou o poder de reação de sua equipe. “A virada no quarto set foi importante. E provou o quanto o saque é fundamental para a nossa equipe. É isso que espero que elas assimilem, especialmente para os playoffs, pois certamente teremos jogos difíceis”, avaliou o treinador, lembrando que seu time chegou a estar perdendo o quarto período por 13/20, mas foi buscar na base da raça e de um bom serviço.

Apesar das fortes emoções ao longo do jogo, os sentimentos mais intensos ficaram para o final, por conta de Soninha. A experiente ponteira, de 35 anos, entrou no quarto set e contribuiu para a vitória. Mais que isso, comprovou estar totalmente recuperada da séria cirurgia na coluna para correção de uma hérnia de disco e que será uma importante arma do Vôlei Amil nos playoffs. Com tudo isso, ela ganhou o troféu VivaVôlei de melhor jogadora e não conteve as lágrima. “É muita emoção. Eu cheguei a pensar que não voltaria mais a jogar e o vôlei é a minha vida. Devo tudo a Amil e a esse grupo, que é maravilhoso”, disse.

Quem também retornou de lesão foi Daymi Ramirez. “Estou voltando aos poucos, mas estou bem melhor dos tornozelos. Não pude ajudar tanto no ataque, que é o meu ponto forte, mas procurei contribuir no saque, na defesa e bloqueio. Mas o importante agora é estar bem para os playoffs, que certamente serão muito duros”, completou a cubana, que fez seis pontos. As maiores pontuadoras da partida foram foram Pri Daroit e Vasileva, com 18 pontos cada. Walewska também se destacou derrubando 16 bolas.

O jogo – Pri Daroit foi o nome do primeiro set. Com oito pontos e bons saques, ela ajudou a garantir a tranquila vitória na parcial inicial por 25/17, em 26 minutos. A boa notícia para o Vôlei Amil foi a volta de Daymi Ramirez. Ainda se recuperando de torções nos dois tornozelos, a oposta cubana entrou no final do período para começar a recuperar ritmo de jogo. O bloqueio foi outro ponto forte no início de partida, parando o ataque adversário em cinco oportunidades.

O Vôlei Amil não repetiu o jogo solto no set inicial e deixou o Usiminas crescer em quadra. O resultado foi uma parcial equilibrada, em que as donas da casa viraram atrás no primeiro tempo técnico (6/8), conseguiram passar a frente na segunda parada (16/15), mas não foram capazes de segurar a ponta. As mineiras logo voltaram a ditar o ritmo e apesar do empate por 20/20, venceram por 25/22, em 30 minutos. O bloqueio repetiu os mesmos cinco pontos e Walewsla se destacou com mais seis, mas o contra-ataque não funcionou como deveria.

Zé Roberto resolveu mandar Ramirez à quadra desde o início no terceiro set, mas a situação demorou para melhorar para o Vôlei Amil. O time de Campinas virou atrás na primeira e segunda paradas técnicas (6/8 e 15/16), mas se encontrou em quadra com uma boa variação de jogadas de Pri Heldes e os ataques de Vasileva e os bloqueios de Walewska. Com sete acertos, a ponteira búlgara foi a maior pontuadora do set, seguida por Walewska (4), Ramirez (3) e Pri Daroit (3). Com isso, o Vôlei Amil fechou em 25/22, em 31 minutos, e reassumiu a liderança da partida por 2 sets a 1.

O saque salvou o Vôlei Amil no quarto set. Quando seu time perdia por 13/20, o técnico Zé Roberto colocou Soninha e Andressa em quadra. E foi com dois aces de Andressa que começou a reação do time da casa. Ramirez, Walewska também serviram bem e na base da raça de Soninha e Suelen na defesa, o Amil empatou no 21/21 para virar e fechar em 25/23, em 32 minutos. E como não poderia deixar de ser, sacramentou a vitória por 3 sets a 1 com um ace, desta vez de Vasileva.

O Vôlei Amil jogou com Pri Heldes, Rosamaria, Walewska, Natasha, Pri Daroit e Vasileva. Entraram Daymi Ramirez, Rosane, Andressa, Soninha.

O Usiminas/Minas jogou com Carla, Cláudia, Thaisinha, Fê, Bárbara e Lia, com Tássia como líbero. Entraram Thais, Paula.

Jogos do Vôlei Amil no playoff das quartas de final da Superliga
27/2/13 – 18h30 – Vôlei Amil x Pinheiros – Campinas (Arena Amil)
2/3/13 -18h – Pinheiros x Vôlei Amil – São Paulo
5/3/13 – 19h – Vôlei Amil x Pinheiros – Campinas (Arena Amil)*
*Se necessário

Deixe uma resposta