Reprolatina atualiza e reabre seu site Anticoncepção On line durante pandemia de COVID-19

Compartilhar

Completando 21 anos em 2020, a ONG de Campinas (SP) é reconhecida como um centro colaborador do Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA) para a Saúde Sexual e Reprodutiva na América Latina e o Caribe

Em tempos de pandemia da COVID-19 e em uma era marcada pelo excesso de informações, incluindo inúmeras fake news, obter acesso a conteúdo com evidência científica e atualizado sobre anticoncepção torna-se essencial. A iniciativa pode fazer a diferença tanto para se evitar uma gravidez indesejada quanto para a prevenção de infecções sexualmente transmissíveis (IST). A boa notícia é que a ONG Reprolatina – Soluções Inovadoras em Saúde Sexual e Reprodutiva acaba de atualizar o seu site Anticoncepção On-Line (http://www.anticoncepcao.org.br/site/). A campanha de reabertura oficial do site está prevista para a semana de 21 a 26 de setembro, que é o dia Mundial da Contracepção.

A atualização do site é um dos projetos atuais da ONG e conta com o apoio da Bayer. A atualização se baseia nas evidências científicas divulgadas pelo Comitê Permanente da Organização Mundial da Saúde (OMS) para os Critérios Médicos de Elegibilidade. O site contém 23 capítulos, sendo 18 sobre cada um dos métodos anticoncepcionais e dupla proteção e cinco sobre temas gerais: anticoncepção na adolescência, orientação em anticoncepção, critérios médicos de elegibilidade para o uso de métodos anticoncepcionais, direitos sexuais e reprodutivos, gênero e saúde sexual e reprodutiva. O site também inclui perguntas e respostas sobre o manejo de métodos anticoncepcionais em tempos de COVID-19, este capítulo será incluído no material na próxima semana.

“Ele está dirigido para profissionais de saúde e também para o público em geral, tanto em versão para celulares compatíveis com os sistemas Android e IOS, como também para computadores”, diz Margarita Díaz, presidenta da Reprolatina, que destaca a importância de disponibilizar um conteúdo atualizado, elaborado com evidências científicas: “Pensamos que é um excelente recurso de apoio para médicos/as, enfermeiros/as e outros profissionais da saúde, que atuam na área da anticoncepção, bem como, para a população em geral, que atualmente busca informações na internet, mas, nem sempre as encontram baseadas em evidências científicas e atualizadas, o que pode limitar a escolha de alguns métodos devido a mitos e informações errôneas ou desatualizadas”.

Além disso, o site traz alguns vídeos, manuais sobre planejamento familiar e diversas perguntas, baseadas nas principais dúvidas sobre anticoncepção com suas respectivas respostas, como por exemplo:

– A pílula de emergência causa aborto?

– Uma mulher que está amamentando pode usar a pílula?

– Quantas vezes pode ser usada a anticoncepção de emergência?

– As mulheres que fumam podem usar injetáveis mensais?

– Uma adolescente que nunca teve filhos/as pode usar o DIU?

– O que fazer para reduzir o risco de gravidez e de IST, caso a camisinha escorregue ou se rompa durante o sexo?

– Uma mulher precisa passar por um exame ginecológico antes de colocar um implante subdérmico?

– Qual a diferença entre o DIU com cobre e o DIU com hormônio?

– A vasectomia provoca perda do desempenho sexual ou da masculinidade do homem?

– Quais são os métodos indicados para adolescentes?

Atividades de lançamento

A campanha de reabertura oficial do site incluirá diversas ações realizadas pela Reprolatina, como lives dirigidas a provedores/as de serviços de saúde e também para a população, em especial, mulheres adolescentes. Serão enviadas cartas de divulgação do site para associações médicas, faculdades da área, secretarias de saúde etc.; webinários para provedores/as, educadores/as e outros profissionais sobre temas de anticoncepção com base em evidências, entrevistas on-line com especialistas em anticoncepção divulgadas nas redes sociais, assim como posts e “stories” com mensagens esclarecendo mitos sobre o uso de métodos anticonceptivos por adolescentes, divulgação do site na imprensa e entre influenciadores/as digitais jovens, além de cápsulas informativas em vídeo sobre temas importantes em anticoncepção.

21 anos de atuação em prol dos Direitos Sexuais e Reprodutivos na América Latina

Além da atualização do site Anticoncepção On-Line, o ano de 2020 marca os 21 anos da Reprolatina. No Brasil, a ONG coordena vários projetos na área de saúde sexual e reprodutiva de adolescentes considerando os objetivos de desenvolvimento sustentável (ODS) da ONU, e, desde 2010, é parceira estratégica do Fundo de População das Nações Unidas para América Latina e o Caribe (UNFPA-LACRO) e do UNFPA – Honduras na implementação de projetos também na área de saúde sexual e reprodutiva de adolescentes, considerando os padrões globais de qualidade da OMS.

Nessas duas décadas de atuação foram inúmeros projetos de pesquisa nacionais e internacionais desenvolvidos ou que tiveram a participação da Reprolatina.

Entre os projetos em andamento, estão iniciativas como os/as Jovens Mobilizadores/as, uma parceria da ONG com a Fundação FEAC (Programa Juventudes) que tem por objetivo capacitar jovens para atuarem como Jovens Mobilizadores/as na realização de ações de informação, educação e mobilização em temas de saúde sexual e reprodutiva e na promoção e defesa dos direitos sexuais e reprodutivos e das políticas públicas de juventudes na área da Educação Integral em Sexualidade, visando contribuir para diminuir as vulnerabilidades, em especial da gravidez não planejada, das IST/HIV-Aids, das violências e do Bullying, das/os adolescentes e jovens. Também coordena um Projeto apoiado pela Fundação MAC chamado “Prevenção é Atitude”. Foram capacitados/as jovens de escolas e estudantes da UNICAMP para atuar como Agentes Jovens de Prevenção, dando informações, entregando camisinhas e oferecendo o auto-teste de HIV entre seus pares, nas repúblicas.

Na América Latina a Reprolatina está dando apoio técnico e cursos à distancia para Honduras, El Salvador, Panamá e alguns países do Caribe como Trinidad & Tobago e Suriname.   

“A Reprolatina está disponível para apoio técnico para as Secretarias de Saúde e oferece cursos de capacitação em saúde sexual e reprodutiva, com foco em anticoncepção e na população adolescente, e conta também com materiais educativos como álbum seriado de métodos anticoncepcionais, folhetos, entre outros,” afirma Margarita.

Além das atividades citadas, a ONG elabora campanhas educativas, encontros em escolas, oficinas para adolescentes, oficinas para mulheres, produção de materiais de apoio, boletins técnicos, boletins informativos de projetos de pesquisa, publicações internacionais, webinários em Português e Espanhol, lives e o gerenciamento de sites como o Anticoncepção On-line e o Portal Vivendo a Adolescência (http://www.adolescencia.org.br/). Este último foi criado há 20 anos para servir de fonte de informação atualizada em saúde sexual e saúde reprodutiva, especialmente para adolescentes. Atualmente na página www.reprolatina.org.br da ONG na internet também é possível encontrar informações sobre a COVID-19, incluindo perguntas e respostas e sua relação com a gravidez, parto e amamentação.

Curiosidade – Primeiro projeto contou com o financiamento da Fundação Bill e Melinda Gates

O Projeto Reprolatina, que há 21 anos deu origem à ONG e leva o mesmo nome da organização, foi fruto da parceria da equipe de Campinas com a Universidade de Michigan (EUA) e do Population Council do Brasil. O Projeto contou com o financiamento da Fundação Bill e Melinda Gates e com o apoio da OMS. Graças a ele, foi dado continuidade à implementação da Estratégia da OMS para a melhoria da qualidade de atenção em saúde sexual e reprodutiva no Brasil e em outros países da América Latina, aumentando a capacidade dos sistemas de saúde do setor público para melhorar o acesso e a qualidade de atenção em planejamento familiar e outras áreas da saúde sexual e reprodutiva, e garantir sua sustentabilidade. Como parte desse Projeto, a equipe da Reprolatina desenvolveu uma estratégia educativa que é uma das fortalezas da instituição e também elaborou uma estratégia intersetorial para a abordagem integral de adolescentes visando melhorar seus projetos de vida e sua saúde sexual e reprodutiva.

Sobre a Reprolatina

A Reprolatina – Soluções Inovadoras em Saúde Sexual e Reprodutiva é uma ONG, sem fins lucrativos, fundada por Francisco Cabral e Margarita Díaz em 28 de maio de 1999, localizada em Campinas (SP), que desenvolve ações inovadoras estratégicas em prol dos direitos sexuais e reprodutivos, da equidade de gênero e da melhoria da qualidade da saúde sexual e reprodutiva (SSR) de mulheres e homens (adolescentes, jovens e adultos) das populações menos favorecidas da América Latina.

A equipe multidisciplinar da instituição realiza pesquisas, elabora currículos de capacitação, materiais educativos e desenvolve ações de prevenção e promoção da saúde sexual e reprodutiva, e defesa dos direitos sexuais e dos direitos reprodutivos.

Desde 1999, a Reprolatina atua como facilitadora e capacitadora, colaborando com os sistemas públicos de saúde, com as comunidades locais e outras instituições públicas e privadas, para facilitar a construção de capacidades técnicas locais que permitam a implementação das Políticas Públicas de Educação Integral em Sexualidade e de Saúde Sexual e Reprodutiva. Para desenvolver essas competências técnicas locais, a estratégia educacional inovadora da Reprolatina segue uma metodologia de educação libertadora que visa o empoderamento pessoal e profissional, a aquisição de habilidades e conhecimentos com base em evidências científicas e a mudança cultural e social desde uma perspectiva de gênero, direitos e de desenvolvimento organizacional.

A Reprolatina é uma instituição de Utilidade Pública Estadual e Federal. Também é reconhecida como um centro colaborador da Organização Mundial da Saúde (OMS) e do Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA) para a Saúde Sexual e Reprodutiva.

Deixe uma resposta