Pasteur, criador da vacina antirrábica, é tema de exposição no Sesc Campinas

Compartilhar

No mês de vacinação contra raiva para cães e gatos, vale a pena visitar a mostra para conhecer a história do criador da vacina e descobrir todas as contribuições do cientista que transformaram nosso dia a dia

Agosto já se popularizou no Brasil como o mês da campanha de vacinação gratuita contra a raiva para cães e gatos. Uma realidade graças ao cientista francês Louis Pasteur, o criador da primeira vacina antirrábica, em 1885.

O imunizante é apenas uma das muitas contribuições do cientista para a vida moderna. Sua história e suas descobertas estão reunidas na exposição “Pasteur, o Cientista” que pode ser conferida gratuitamente no Sesc Campinas. Uma visita com muitas atividades interativas que une conhecimento e diversão para crianças e adultos.

Para Flávia Marques, coordenadora de programação do Sesc Campinas, a exposição Pasteur, o Cientista chega a Campinas num contexto favorável à discussão sobre ciência e valorização da imunização. “Logo no prólogo da exposição, onde temos a linha do tempo que busca contextualizar o visitante no século XIV, temos uma figura onde Pasteur acompanha a aplicação da vacina no abdômen de um garoto. É uma figura bastante emblemática e apresenta uma das mais valiosas descobertas de Pasteur. A raiva, embora não tenha sido uma doença epidêmica, tinha consequências tão devastadoras no corpo humano, que a tornava assustadora”, completa Flávia Marques.

Pasteur é considerado uma referência na área da imunização por se dedicar ao estudo das doenças infecciosas (agentes microbianos), sua prevenção (assepsia) e sua profilaxia por imunização (vacinação). A fama conquistada pela vitória contra a raiva, com a vacina pioneira, em 1885, permitiu que levantasse fundos internacionais para a criação, três anos depois, do Instituto Pasteur para disseminar a imunização.

Ciência de Pasteur em nosso dia a dia

Quem for à exposição aberta no Sesc Campinas terá também um amplo painel com os detalhes contados de forma lúdica das descobertas de Pasteur, que estão intimamente ligadas à vida de todos nós.

Era um cientista com visão aplicada, conhecido por unir as experiências de laboratório às demandas da vida cotidiana: trabalhou em pesquisas ligadas a atividades econômicas importantes, em benefício da indústria, da medicina e da agricultura. Como um dos criadores da Microbiologia, redefiniu horizontes ao provar que existem microorganismos e como eles se reproduzem, proliferam, colonizam outros organismos e são responsáveis pelas doenças infecciosas. Suas descobertas aperfeiçoaram métodos de cultivo e processamento de indústrias como as do vinho, da seda e de animais de corte. Salvou atividades econômicas prejudicadas por pragas e seu nome batiza o processo de conservação de alimentos denominado pasteurização. Na Medicina, salvou incontáveis vidas ao introduzir a assepsia nos cuidados com doentes. Antes disso, era comum que os médicos sequer lavassem as mãos nos atendimentos.

Pasteur teve também uma ligação com o Brasil e um de seus admiradores era o imperador D. Pedro II. Oswaldo Cruz, renomado cientista brasileiro, teve a oportunidade de trabalhar em um dos institutos de Pasteur na França. Na exposição, os visitantes poderão conferir esse vínculo com o país por meio de pesquisas desenvolvidas no Brasil, a admiração de D. Pedro II pelo cientista, além do desenvolvimento nacional da produção de vacinas pelos Institutos Butantan e Oswaldo Cruz.

A exposição, organizada e concebida pela Universcience – órgão do Ministério da Cultura da França, é uma realização no Brasil do Sesc SP, com patrocínio do Magazine Luiza e apoio da Embaixada da França no Brasil.

Como visitar?

A exposição está aberta de terça a sábado, com agendamento prévio via desktop em: https://www.sescsp.org.br/campinas. Ao acessar o link, clique na imagem da exposição e escolha o dia e horário de sua sessão. O ingresso é gratuito.

Indicada para adultos e crianças, a visitação segue todos os protocolos sanitários com aferição de temperatura, pontos de higienização de mãos e limite de pessoas por sessão.

SERVIÇO: PASTEUR, O CIENTISTA

Visitação de terça a sábado, mediante agendamento prévio via desktop em: https://www.sescsp.org.br/campinas  

Recomendação etária: Livre

Sesc Campinas: Rua Rua Dom José I, 270/333 – Bonfim, Campinas (SP)

Entrada Gratuita

Deixe um comentário